Raspagem e Profilaxia

Procedimento para remoção de tártaro e manchas da superfície do dente

Logo após escovar os dentes, uma fina e transparente película vai se formando na superfície dental. Essa película, também chamada de biofilme dental, é composta por proteínas presentes na saliva e bactérias qua vivem dentro da nossa boca.

Placa dental visível após aplicação de corante
Placa dental visível após aplicação de corante

Se realizarmos uma boa higiene bucal, esse biofilme será desorganizado constantemente. Dessa forma as bactérias não terão tempo de construir grandes colônias e provocar a cárie dental e problemas na gengiva. Por esta razão é tão importante que seja realizada escovação cuidadosa e uso do fio dental (para remover a placa das regiões onde a escova não alcança).

Com o passar do tempo, a placa dental, que era uma película fina e fácil de ser removida, pode endurecer devido a presença de minerais na saliva, formando o tártaro. 

O tártaro fica firmemente aderido ao dente, não podendo ser removido com a escovação. Sendo então necessária a raspagem realizada em consultório odontológico para a sua remoção. A raspagem pode ser realizada de forma manual ou com o uso de aparelho ultrassom (que quebra o tártaro através de vibrações),

O tártaro é irregular e rugoso, dificultando a higiene e sendo ainda mais fácil para as bactérias ficarem aderidas e provocar inflamações na gengiva. Por essa razão, é importante que a raspagem seja realizada duas vezes ao ano, ou de acordo com a recomendação do dentista para o seu caso.

A profilaxia é realizada após a remoção do tártaro, utilizando escovinha giratória e pasta dental abrasiva (exclusiva para uso em consultório). Com a profilaxia é possível realizar o polimento dentário, removendo manchas superficiais e deixando a superfície do dente mais lisa.